quinta-feira, 17 de julho de 2014

BENEFÍCIOS DA TERAPIA CORPORAL



Quais são os benefícios para quem faz Terapia Corporal?
Tanto em sessões de massagem, quanto em terapias corporais a gama de benefícios é grande e depende totalmente do perfil de relacionamento terapêutico adotado em cada caso (o terapeuta indica e o cliente escolhe a direção e o aprofundamento do trabalho).

De forma geral, trabalho com 3 objetivos:
- Movimentação
Movimentar e estimular movimentos de tecidos, articulações e fluidos sempre é positivo e saudável. Muitas vezes, o terapeuta inicia o movimento e o corpo continua encontrando um melhor estado geral. Com o passar do tempo o corpo aprende e passa a reproduzir, sozinho, uma série destes movimentos.
- Conscientização
A melhor maneira de se evitar sempre os mesmos erros é através da conscientização. Alguém que sabe o porquê de um desconforto físico pode optar por uma mudança ou por continuar naquele estado por um determinado objetivo.
- Saúde
Ter saúde não significa não ter dores, desconfortos e doenças. Ter saúde é ter uma boa capacidade de assimilação e reação à estas adversidades físicas.

Durante a sessão de terapia corporal ou de massagem, a pessoa fica uma hora atenta a ela mesma e a seu corpo. Seus desconfortos são trabalhados, enquanto ela respira e relaxa. Muitos processos estabelecidos recentemente em áreas musculares e articulares são mobilizados e eliminados pelo próprio organismo, evitando que, mais tarde, estes processos se aprofundem envolvendo órgãos e sistemas e criando aí ambientes favoráveis às doenças.

ABRANGÊNCIA

O trabalho do terapeuta corporal é sempre tão abrangente?
Depende. Se os desconfortos relatados podem ser aliviados via manobras de massagem, ótimo! Se não, eu vou iniciar uma busca progressiva de possíveis causas.

Como isso acontece?
Começamos procurando compensações físicas: acidentes, fraturas, cirurgias, tratamentos que a pessoa está fazendo ou deveria estar. Depois, são considerados os hábitos e o meio ambiente próximo, tipo: objetos que a pessoa usa ou carrega diariamente, colchão, travesseiro, sofá, cadeira de trabalho, banco do carro, uso de micro ou laptop, posturas para sentar e trabalhar ou ver televisão, dormir e ler, objetos nos vários ambientes, principalmente no quarto de dormir. Em seguida, observamos as atividades alimentares, esportivas, familiares, sociais e até religiosas.

Religiosas também?
Sem dúvida! Mesmo de forma mais indireta, os preceitos e crenças religiosas ou filosóficas podem ajudar a pessoa a lidar com mais ou menos flexibilidade frente às dificuldades que causam o estresse. 

ALIMENTAÇÃO 

Porque a terapia corporal se preocupa com a alimentação?
Em 1º lugar, porque tudo o que se refere ao corpo é objeto de acompanhamento por parte do terapeuta.
Em 2º lugar, porque interfere no nível de estresse da pessoa. 
Em 3º lugar, porque para o organismo, estresse e alimentação são “lidos” da mesma forma: reação química.

A questão é química. Carboidratos suprem o sistema nervoso. Gorduras suprem o sistema endócrino. Proteínas suprem o sistema MUSCULAR . Água define a qualidade celular de todas as estruturas além do adequado funcionamento do sistema renal. Cruzar informações como as queixas da pessoa, o seu estado corporal e sua alimentação podem indicar o porquê de certos desconfortos que sempre se repetem, sem uma solução mais satisfatória.

MASSAGEM

A massagem é contra-indicada em que casos?
Acho que o ponto mais importante é a proposta de abordagem estabelecida entre o cliente e o terapeuta ou o massagista.
Os cuidados básicos são com processos inflamatórios ou infecciosos, oncológicos, distúrbios psíquicos e o primeiro trimestre de gestação. Ainda assim, nestes casos é possível se estabelecer um trabalho corporal diferenciado, que atue como suporte para os tratamentos normalmente indicados.

Exemplos:
No caso de uma doença oncológica em fase inicial, existem técnicas mais sutis de trabalho que regularizam a respiração (trazendo um melhor relacionamento com dores e o controle da situação) e melhoram tônus e movimentos articulares e musculares.
No caso de fraturas ou processos inflamatórios localizados é possível beneficiar a parte afetada atuando em regiões reflexas ou correlatas, além de se proporcionar uma melhoria ao restante do organismo que, naquele momento estará sobrecarregado compensando um problema local.

Qual a diferença entre Terapia Corporal e Massagem?
A Massagem refere-se, normalmente, à aplicação de uma determinada técnica, com o objetivo de atender uma solicitação específica. Não existe uma freqüência obrigatória, sendo um serviço procurado quando há o surgimento de um desconforto físico.
Já a Terapia Corporal é realizada com freqüência e regularidade, criando compromisso e responsabilidade de ambas as partes, apresentando resultados cumulativos. A procura nem sempre é feita em função de uma queixa específica, sendo que muitas vezes o que o cliente deseja é um trabalho global de correção, manutenção e prevenção de seu estado físico. Além de massagem, são dadas orientações relativas a atividades físicas, esportes, posturas, alimentação, ambientes etc, além de leitura corporal que auxilia a pessoa no entendimento dos processos somáticos.

ÁREAS ANÁLOGAS

O que são áreas reflexas ou correlatas?
O massagista ou o terapeuta dispõe de muitas teorias e práticas referentes a este assunto. São estudos que indicam a possibilidade de abordagem não local de todas as estruturas do organismo. Ex: os meridianos e seus pontos (do-in e shiatsu), o mapeamento dos pés (do-in e reflexologia), o mapeamento das orelhas (auriculoterapia), da coluna vertebral e sistema nervoso periférico (quiropatia) além dos pontos equivalentes, antagônicos e dos chakras, para citar alguns casos.

VISÃO HOLÍSTICA

Porque certas dores ou desconfortos continuam mesmo após vários tratamentos, inclusive com medicamentos?
Todo processo tem uma história com começo, meio e fim. No começo, está a causa. Se a causa permanece, o processo e suas manifestações também.
Outra situação são as manifestações eliminadas via tratamentos externos, o que faz a pessoa se sentir curada, mas o processo continua. Neste caso é necessário identificar outras formas de manifestação, podendo parecer que a pessoa agora tem um novo problema. Algumas vezes, as novas manifestações demoram a ocorrer e quando isso acontece, fica a impressão de uma recaída. Neste caso, a visão holística (global) do Terapeuta leva vantagem sobre a visão especializada e segmentada de outros profissionais da saúde.

Como assim?
Vou exemplificar: um caso de limitação de movimentos e dor na região cervical (nuca/pescoço) pode ser um efeito compensatório mecânico de um corte no pé ou a somatização de uma discordância de opinião sobre um assunto importante para aquela pessoa.





"PREVINA-SE, RECUPERE-SE, TENHA UMA VIDA SAUDÁVEL."